quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

médicos

Acho o cúmulo da incoerência um médico retesado, com ar nervoso e perturbado, que se sente invadido pela confiança do paciente. Um bom médico tem de ser sempre seguro de si. A alguns até lhes perdoo a arrogância, mas a fragilidade e o embaraço deixam-me logo de pé atrás.
São bons para fazer carreira a "colaborar" em ginásios, onde os tratam por "doutor" e onde carimbam declarações médicas.

1 comentário:

Sereia* disse...

olha... agora lembrei-me e partilho a peripécia...

A minha mãe foi a uma consulta no centro de saúde, daquelas com hora marcada com 5 meses de antecedencia e tudo!

Ora a consulta maracada para as 14h acabou por acontecer às 16h.

Porquê?

Porque a médica adormeceu na hora de almoço e deixou uma senhora na maca da enfermaria para ser vista por ela... esse tempo todo...

Isto sim!
A médica desfez-se em desculpas, claro!!

E eu... passei-me!!!

Beijinhos grannnndeeeessss*